19 maio 2011


Morte No Amor do Marido Pela Esposa

A morte também chega na família, quando falta o amor.


Com o passar do tempo o casal se deixa levar pela rotina e se acostuma um com o outro.
O esposo não beija mais a esposa, não a abraça mais, não tem mais uma palavra de carinho, não deseja “boa noite”, não diz “bom dia”, não dá um telefonema, não sabe como a esposa está passando, o que está fazendo, onde está, se foi, se ficou, o que ela fez. Não a procura mais, não demonstra nenhum interesse.

A morte do amor chega quando não há mais palavras carinho,quando não há mais incentivo,qundo um sai na frente e o outro fica para trás.

Marido, saiba que a mulher não ama. Ela corresponde ao amor do marido.

A mulher mal amada é infeliz, doente, desleixada, rixosa, desconfiada e insegura. Já a mulher amada é feliz, é alegre, não necessita de cura interior nem de psicólogos e psiquiatras, não guarda mágoa nem rancor, é confiante em si mesma, sente-se valorizada, é fiel, não adoece, não fica deprimida, não se cansa.

As preocupações do dia a dia são mais amenas quando a mulher se sente amada pelo marido.

O amor é o bálsamo que cura complexos, sara aferidas da alma e quebra barreiras.

O marido que ama, protege, dá segurança, traz tranqüilidade à mulher.Mesmo com a correria do dia a dia, os maridos devem passar um tempo maior com a esposa e os filhos, demonstrando alegria e gratidão a eles.

Diz a Bíblia na carta do apostolo Paulo a Timóteo que:“Quem não cuida da sua família, nega a fé e é pior do que o incrédulo.” (I Tm 5.8.)O espírito alegre é um bom remédio para os males que fazem adoecer o casamento.

Os homens, com o tempo, ficam ásperos, zangados, mal-humorados.É preciso renovar diariamente a alegria do Senhor em nossa vida.

Deus quer nos dar Óleo de alegria em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito angustiado...(Is 60.3.)O espírito abatido faz secar os ossos. Não deixe as preocupações externas interferirem no seu casamento.

Não leve para casa os problemas do serviço. Ela pode até ouvi-lo, mas não como saco de pancada. Resolva-os antes de chegar em casa. A sua casa é lugar de descanso, de tranqüilidade, de paz.Não deixe que o trabalho seja mais importante que sua família. Não que você deve deixar o emprego e ficar à toa em casa, mas umas boas férias não fazem mal a ninguém.

A mulher mal amada fica abatida, envelhecida, solitária e doente psicologicamente. Ela precisa ter sonhos e precisa crer que pode realizá-los.
Ela não é sua empregada e nem ganha para isto.Reconheça o seu trabalho fora de casa e, principalmente o que ela faz dentro de casa. Se você não consegue ajudá-la, pelo menos não atrapalhe.

Não fale de sua esposa com ninguém. Não comente nenhum defeito nela. Nem a critique. A crítica mata a auto-estima.Tenha para ela sempre uma palavra de elogio. Sincero, é claro.Trate-a com educação, agradecendo sempre, pedindo “por favor” e “com licença”.Seja um homem limpo e cheiroso. Nunca a compare com outras mulheres.

Não interfira quando a esposa estiver disciplinado ou chamando a atenção dos filhos.Nunca minta para ela. É terrível sentir-se enganada.Peça perdão todas as vezes que errar. Respeite a sua individualidade.Não banque o marido ciumento, criando situações constrangedoras no relacionamento.

Ore por ela e com ela todos os dias. Ela precisa de um bom companheiro que a apóie, que a sustente, que seja amante, que lhe dê segurança, que a honre, que lhe dê prazer e alegria.

Faça ressuscitar o seu amor pela sua esposa e você será amado e grandemente recompensado.

Retirado do Blog Unidos Pelo Amor.

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom ler isto `as vésperas do casamento Tia Silvia! Muito importante mesmo cuidar do relacionamento! Nos somos responsáveis por ele e as vezes esquecemos disto! Beijos, parabéns pelo post!

Anônimo disse...

Tia, esqueci de me identificar! O comentário acima foi meu: Cinthia Feitosa! Kkkkkkk
Bjos novamente!

Nayara disse...

♥ hehehe assino em baixo!!!!!!!!!! Muito bom o texto. Ah, e esses cuidaos são diários. É como plantinha mesmo. Se passa um tempão sem, as vezes, quando volta, xii, já morreu.
Beijos mana amiga

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...